O universo mágico dos papéis de parede

Seja de gotinhas, nuvens ou corações, o papel de parede é um item importante no quartinho dos pequeninos! Para te ajudar nessa escolha ouvimos três profissionais competentes e que amam usá-lo

Montar a decoração do quartinho de bebê é um desafio e tanto! São muitos detalhes e por onde começar? Já pensou que o papel de parede pode ser um bom ponto de partida? Ele é um dos principais itens para compor um décor lúdico e fofo no quartinho do bebê, verdadeiramente vestindo as paredes!

Preparamos algumas dicas e sugestões para ficar ainda mais legal escolher um desenho que agrade e combine com o estilo da sua família.

“Procuro sempre esclarecer que o papel é um material fácil de ser trocado e os pais não precisam se apegar tanto a escolha, como se fosse para sempre”.

Andrea Chapira arquiteta da Uêbaa Design.

A profissional ainda aconselha em investir em um papel de parede bacana e com um material de qualidade. Pensando em atender os diversos gostos e famílias, a Besty Decor em parceria com a designer de produtos Vanessa Broglio, que também é mãe do pequeno Vinicius de quatro aninhos, estudaram o mercado e quais desenhos e temas os pais queriam colocar nas paredes. Assim, após muitos cafés e bate-papos, surgiu uma coleção de papéis de parede que atende diversos gostos – desde os mais tradicionais até os mais descolados.

 

“Atualmente os que mais fazem sucesso na loja são os geométricos e o tema de astronauta: literalmente, os queridinhos dos pais”.

 Luciana Furlan, dona da Betsy Decor e apaixonada pelo universo infantil.

Com um estilo moderno e design de conceito francês, os papéis da marca são exclusivos e buscam corresponder a todo um nicho de pais que gostariam fugir do óbvio, sem perder em delicadeza: estrelinhas, árvores e os famosos flamingos são bons exemplos.

“Criar a estampa de um papel de parede é realmente mágico, exige muita pesquisa do mercado nacional e internacional. Muitos rabiscos – minha parte favorita – , e brincadeiras com cores até chegar a um resultado incrível”.

Vanessa Pregala, design de produto.

O melhor de usar um papel de parede é que ele permite diversas combinações e pode ser colocado em uma parede ou em todas. A cor do modelo precisa entrar em harmonia com o restante do quartinho. Se aplicado em toda a parede ou metade, é preciso que a superfície esteja lisa, seca e sem imperfeições, para que o acabamento fique perfeito e sem bolhas.

“Todas as paredes podem ser revestidas com papel, mas nesse caso é preciso optar por estampas neutras para não deixar o visual cansativo. Uma opção é colocar um modelo estampado em uma metade e na outra um mais suave”.

Andrea Chapira arquiteta da Uêbaa Design.

Quando a opção for um papel marcante, é aconselhável que o mobiliário tenha apenas uma cor ou textura para não competir com o papel de parede. E não esqueça que além desse item, existem as almofadas, quadrinhos e tantos outros detalhes que devem ter a mesma paleta para não ficar desarmônico.

GOSTOU DO QUE VIU?

TEM MUITO MAIS EM NOSSA LOJA

 

Deixe uma resposta